Fraseologia Musical e Mixagem Sonora (parte 1)

Abordaremos este assunto em quatro posts: inicialmente serão discutidos os conceitos de frase (parte 1); logo em seguida trataremos da fraseologia musical (parte 2); posteriormente abordaremos os conceitos elementares da mixagem sonora – o que é mixagem? (parte 3); e por fim, analisaremos como estes conceitos podem ser abordados dentro de um mesmo contexto – como entender a fraseologia musical pode melhorar sua mix (parte 4).

Ao introduzir um novo conteúdo sempre procuro fazer relações com elementos que os alunos já conhecem, a fim de estabelecer as conexões iniciais e eliminar aquela surpresa causada pelo novo. Sendo assim, ao tratar sobre frases e fraseologia musical, busco antes tomar emprestado conceitos da sintaxe gramatical, demonstrando como os conceitos da linguagem podem ser transpostos para a música.

A sintaxe gramatical nos diz que Frase é todo enunciado que possui sentido completo, isto é, ela possui a capacidade de transmitir ideias por si só, podendo ou não conter um verbo. A frase pode ser curta, média ou longa – composta por apenas uma ou por várias palavras – desde que cumpra o objetivo de estabelecer comunicação, transmitindo ordens, sentimentos, ideias e desejos.

As frases sempre terminam com o devido sinal de pontuação e podem ser interrogativas, imperativas, exclamativas, declarativas, optativas, nominais e verbais.

Exemplos de frases:

Não corra!

Com quem você estava conversando?

Deus te guarde.

Na música este conceito é aplicado de maneira muito semelhante. Pois, a música também é uma combinação de elementos dotados de funções diferenciadas; portanto, tem seu próprio e especial tipo de gramática e sintaxe.

Com isto, relativamente à linguagem verbal, a frase musical assume a função da frase na língua e por isso pode ser entendida como uma ideia musical com relativa independência e com sentido completo, sempre finalizada por uma cadência[1] (um repouso ou conclusão).

Schoenberg também nos fornece o seu conceito que a frase musical dizendo que esta pode ser entendida como uma “molécula musical constituída por algumas ocorrências musicais unificadas, dotada de uma certa completude […], do ponto de vista da estrutura, é uma unidade aproximada àquilo que se pode cantar em um só fôlego” (SCHOENBERG, 2015, p. 29).

Para os mais iniciantes, musicas que possuem uma letra talvez facilitem a compreensão das frases, pois estas geralmente, serão delimitadas pela própria sintaxe textual.

Vejamos a melodia cantada pelo solista na música “Nearer, My God, to Thee”.

Captura de Tela 2019-03-10 às 21.45.09
Primeira Frase

Agora ouça a segunda frase:

Captura de Tela 2019-03-10 às 21.45.18
Segunda Frase

Neste exemplo, as frases musicais coincidem com as frases do texto cantado. Para uma maior compreensão, tente cantarolar a melodia, sem pronunciar a letra da canção. Ao fazer isso, nota-se que a estrutura da primeira frase soa com um sentido completo e o mesmo vale para a segunda frase da melodia.

Mais um exemplo. Porém, agora sem letra: o tema da Nona Sinfonia de Beethoven.

Captura de Tela 2019-03-10 às 22.36.34

Esta sinfonia também tem a sua continuidade dada em uma segunda frase. Ouçamos em conjunto a primeira e a segunda frase.

Captura de Tela 2019-03-10 às 22.45.09

Agora que já expusemos o conceito de frase em seu sentido completo, retornemos ao nosso paralelo inicial, entre música e linguagem. Queiroz (2004), nos explicita ainda mais a semelhança e correlação entre os processos linguísticos e musicais, comparando os elementos internos de uma sentença verbal, com os elementos constituintes da frase musical.

Sons sucessivos podem ser agrupados para formar uma frase musical contendo um senso de completude e unidade similares àquelas encontradas numa sentença verbal. Alguns sons, como o sujeito verbal e o predicado são essenciais à estrutura musical; outros são decorativos. Suspensões, apojaturas, tons vizinhos e decorações similares não podem existir sem resoluções, assim como um adjetivo não faz sentido sem nome ou pronome. Frases musicais podem ser simples ou complexas; uma pequena idéia musical pode ser expandida de muitas maneiras, como inserções parentéticas, ou extensões, no começo ou no fim. (QUEIROZ, 2004, não paginado).

Podemos assim assumir que como na sintaxe gramatical há elementos que formam as frases, assim também o é no discurso musical. As frases musicais possuem elementos internos e ao estudo desses elementos damos o nome de Fraseologia.

Dizendo de outra forma, Fraseologia é o estudo da construção do discurso musical, suas articulações e ligações, isto é, o modo como se relacionam os diversos elementos de uma obra musical. A fraseologia estuda especialmente a construção melódica na música tonal.

No próximo post (parte 2), vamos conhecer os elementos fraseológicos, desde o Motivo (que é a mínima unidade musical), até a construção dos períodos. Além disso, iremos analisar as articulações entre os diferentes elementos fraseológicos.

Até a próxima 😉


[1] Não nos aprofundaremos nas explicações sobre cadências musicais, mas estas podem ser entendidas como os nossos sinais gráficos de pontuação textual: virgulas, ponto e virgula e ponto, que dão ao texto, desde uma sensação de pequena pausa (virgula), até o sentido de finalização (ponto).


FONTES:

BARROS, Cassiano de Almeida. A teoria fraseológico-musical de H.C. Koch (1749-1816). 2011. Disponível em http://repositorio.unicamp.br/jspui/bitstream/REPOSIP/284457/1/Barros_CassianodeAlmeida_D.pdf

QUEIROZ, Flavio de. A sentença e a frase musical. 2004. Disponível em http://www.clem.ufba.br/queiroz/kohs/sentenfras.html

SCLIAR, Esther. Fraseologia Musical. Porto Alegre: Movimento, 1982. 

SCHOENBERG, Arnold. Fundamentos da composição musical. Tradução: Eduardo Seincman. 3 ed. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2015.

 

 


Um comentário sobre “Fraseologia Musical e Mixagem Sonora (parte 1)

Deixe uma resposta para Waldston Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s